O jornalista Oswaldo Eustáquio denunciou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, à Corte Interamericana de Direitos Humanos.

Alexandre de Moraes foi denunciado à Corte Interamericana dos Direitos Humanos. A informação foi divulgada pela esposa do jornalista Oswaldo Eustáquio, que ficou paralítico enquanto estava preso a mando do Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). O juiz foi denunciado por abuso de autoridade e cárcere privado.

Ele vai ter que soltar o Oswaldo, caso contrário, o ministro será indiciado.

De acordo com Renova Mídia, Sandra Terena, esposa de Eustáquio, mencionou o arquivamento do processo que envolve seu nome. O ato ocorreu após a Procuradoria-Geral da República (PGR) pedir o arquivamento do inquérito dos atos antidemocráticos. Portanto, conforme ela explicou em sua postagem no Twitter, a prisão não tem amparo legal.

O jornalista Oswaldo Eustáquio entrou com medida cautelar na Corte Interamericana dos Direitos Humanos, pedindo sua liberdade imediata e denunciou o Ministro Alexandre de Moraes por abuso de autoridade. Agora ele vai ter que soltar o Oswaldo, caso contrário, o ministro será indiciado.

Ainda de acordo com Renova Mídia, o jornalista teve a liberdade decretada pelo STF horas depois do arquivamento do processo. Alexandre Moraes havia aberto o inquérito aberto para investigar os “atos antidemocráticos” ocorridos no primeiro semestre de 2020.

Ademais, para além de Oswaldo Eustáquio, o STF também revogou as medidas cautelares impostas contra Sara Fernanda Giromini (Sara Winter), Renan de Morais Souza, Érica Viana de Souza, Emerson Rui Barros dos Santos, Arthur Castro e Daniel Miguel.

Filie-se agora ao Movimento Conservador! Acesse: