Por: Vinícius Mariano

A deputada Ana Caroline Campagnolo (PL-SC) encaminhou, nesta terça-feira (28), um requerimento para a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa de Santa Catarina para apurar a interrupção da gravidez de uma menina de 11 anos. A solicitação da parlamentar recebeu outras 21 assinaturas.

O aborto foi pedido afirmando que a menina de 11 anos havia sido estuprada, contudo, posteriormente ficou provado que a gravidez na verdade não foi por causa de estupro, mas sim porque a garota teve relações com outro menor, de 13 anos, de forma consensual. Após a abertura da CPI, os deputados catarinenses devem investigar a conduta dos envolvidos, dentre eles, a advogada feminista Daniela Felix, que atuou no caso.