Com poucas chuvas, nível dos reservatórios espalhados pelo país diminui. Brasil vive grande crise hidrológica, que pode afetar setor elétrico. Alerta foi feito pelo Presidente da República durante conversa com apoiadores.

O presidente Jair Bolsonaro, afirmou, anteontem (10), que o Brasil vive a “maior crise hidrológica de sua história”. A falta de chuvas, que estão abaixo no nível histórico para o período, acendeu o alerta a membros do governo federal. O alerta foi feito durante a tradicional conversa com apoiadores no Palácio do Alvorada, em Brasília.

“Nós estamos com um problema sério pela frente. Estamos vivendo a maior crise hidrológica da história. (É sobre) eletricidade. Vai ter dor de cabeça […] demos mais um azar aí”, disse Bolsonaro. A principal marca de seu governo tem sido as várias obras de infraestrutura em todo o país.

De acordo com Renova Mídia, o ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, mencionou que o Brasil está no menor nível de chuvas desde o início da série histórica, que começou em 1931.

“Isso tem nos preocupado bastante desde outubro, e o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico existe pra isso. Desde o ano passado nós decidimos despachar as nossas usinas termelétricas fora do padrão normal, justamente para preservar os nossos reservatórios e aquilo que nós ainda temos de água neles. […] Isso tem nos preocupado bastante desde outubro”, afirmou o ministro.