Em dia de volatilidade no mercado financeiro, dólar chegou a cair para R$4,93. Mas inverteu a tendência durante a tarde e fechou com pequena queda, praticamente estável.

Após dia movimentado no mercado financeiro, ontem (23) o dólar chegou à mínima de R$4,93. Contudo, em uma inversão de cenário, fechou o dia com pequena queda, mas praticamente estável, sendo vendido a R$4,96. Já a bolsa de valores chegou a encostar em 130 mil pontos. No entanto, não segurou a alta e fechou em baixa pelo segundo dia consecutivo.

De acordo com Conexão Política, o dólar comercial abriu o dia com cotação em forte queda e chegou a R$4,93 por volta das 13h30. No entanto, notícias vindas dos Estados Unidos (EUA) pressionaram a moeda durante a tarde. Essa foi a terceira sessão seguida de queda da moeda norte-americana. Com isso, a moeda americana continua no menor valor desde 10 de junho do ano passado, quando encerrou o pregão sendo vendida a R$4,93.

Ainda de acordo com a publicação, a bolsa de valores brasileira, Ibovespa, também passou por um dia de oscilações. O índice fechou aos 128.428 pontos, com recuo de 0,26%. Pela manhã, o indicador chegou a subir 0,9%, mas reverteu o movimento e passou a operar em baixa por volta das 14h.

O dia foi marcado pela volatilidade no mercado financeiro por conta de declarações de presidentes regionais do Federal Reserve (Fed, Banco Central americano) acerca da alta dos juros nos EUA até o final de 2022. De acordo com Jerome Powell, a inflação no país é temporária e, por isso, o órgão não pretende retirar tão cedo as medidas de estímulo concedidas para impulsionar a economia.

Filie-se agora ao Movimento Conservador! Acesse: