Começo com essa pergunta importante e tão negligenciada por muitos cristãos: É PERMITIDO UM CRISTÃO PARTICIPAR DA POLÍTICA?

Digo que esse assunto é negligenciado pela maior parte dos cristãos devido ao atual estado do país. Se o Brasil é constituído por uma maioria de pessoas que dizem crer em DEUS, porque somos um país dominado por uma minoria que promove o ANTICRISTIANISMO? Os inimigos do cristianismo dominam o Brasil e o evangelho de Cristo não faz parte da vida política e social do país. Na mídia, nas leis, nas músicas, nos programas de TV, nas novelas, no ensino público e privado, nas revistas e até mesmo dentro da Igreja (Teologia da Libertação/Teologia da Missão Integral) foi instalada a ideologia marxista para destruir os valores do evangelho e enganar os cristãos com suas pérfidas falácias.

Provérbios 29,2 “Quando dominam os justos, alegra-se o povo; quando governa o ímpio, o povo geme.”

Nossos “governantes” promovem alegria ou tristeza ao povo? Os atuais governantes governam para o bem-estar social ou para seus próprios interesses? Se todo cristão meditasse em Provérbios 29:2 antes de votar, o Brasil seria um país de primeiro mundo. E quando digo país de primeiro mundo não me refiro a bens materiais, pois isso é secundário. Refiro-me a um país que tenha Cristo como Rei, ou seja, Aquele que irá reger a sociedade com leis inspiradas no Evangelho. Um país para ser prospero deve guardar a vida do nascituro no ventre materno, defender a família tradicional cristã, defender o inocente (cidadão honesto) e punir com rigor os desordeiros que praticam o mal.

Os Estados Unidos é tido como um grande exemplo de país de “primeiro mundo”. Porém, nesse “país de primeiro mundo” são mortas milhares e milhares de crianças todos os anos pelo aborto. Isso prova que nesse país não reina o Evangelho de Cristo. Isso me faz lembrar de Martin Luther King e uma frase de valor inquestionável atribuída a ele: “O que me preocupa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons”. É exata! É sob o silêncio cúmplice dos bons que alguns dos maiores crimes acabam sendo perpetrados. Não podemos admitir que os bens materiais se sobreponham aos bens espirituais “pois não temos aqui cidade permanente, mas vamos em busca da futura.” Hebreus 13:14

Participar da política não é simplesmente votar de dois em anos ou ficar reclamando dos políticos no Facebook sem fazer nada de concreto. Para aqueles que não gostam de política Platão deixou o recado: “Não há nada de errado com aqueles que não gostam de política, simplesmente serão governados por aqueles que gostam”.

Lembro-me de uma vez em que li o Estatuto de um determinado partido político que se autointitula dos “Trabalhadores” e fiquei perplexo com o que vi. São enganadores e enganam com palavras adocicadas e são totalmente contrários aos cristãos.

Preste atenção no que diz o Apóstolo São Paulo: “Esses tais são falsos apóstolos, operários desonestos, que se disfarçam em apóstolos de Cristo, o que não é de espantar. Pois, se o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz, parece bem normal que seus ministros se disfarcem em ministros de justiça, cujo fim, no entanto, será segundo as suas obras.” II Coríntios 11:13-15. Isto me faz lembrar de um político famoso que se apresenta como a “alma mais honesta do Brasil”.

Em 2010 tive acesso ao PNDH-3. Você sabe o que é isso? PNDH-3 é o Programa Nacional de Direitos Humanos. É um documento de natureza propositiva, criado pela Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, que foi instituído pelo Decreto nº. 7.037, de 21 de dezembro de 2009 (Governo Lula), visando a ampliação da promoção dos Direitos Humanos no Brasil.

Deixo aqui um trecho do PNDH-3 que visa a total destruição da família.

Diretriz 10: Garantia da igualdade na diversidade. Objetivo estratégico I: Afirmação da diversidade para a construção de uma sociedade igualitária. (Página 92 PNDH-3)

Objetivo estratégico V: Garantia do respeito à livre orientação sexual e identidade de gênero.

Ações programáticas:

a) Desenvolver políticas afirmativas e de promoção de uma cultura de respeito à livre orientação sexual e identidade de gênero, favorecendo a visibilidade e o reconhecimento social.

b) Apoiar projeto de lei que disponha sobre a união civil entre pessoas do mesmo sexo.

c) Promover ações voltadas à garantia do direito de adoção por casais homoafetivos.

d) Reconhecer e incluir nos sistemas de informação do serviço público todas as configurações familiares constituídas por lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT), com base na desconstrução da heteronormatividade. (Página 98 e 99 PNDH-3).

É nítido que o PNDH-3 tem um objetivo: destruir a família tradicional cristã para destruir os pilares que sustentam a nação. Deixo aqui o link do PNDH-3. O Programa Nacional de Direitos Humanos – PNDH-3 foi aprovado em Brasília, aos 21 de dezembro de 2009 pelo ex-presidente da República LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA.

A agenda antifamília continua a todo vapor em nosso país e cabe aos que acreditam em Deus fazer o processo contrário ao da destruição dos valores cristãos, e a única ferramenta que temos é o conhecimento do que está acontecendo e como devemos fazer para reverter esse processo macabro.

O ano de 2022 será crucial para o povo brasileiro e o que nos espera é a escravidão socialista ou a liberdade dos filhos de Deus. O preço da liberdade é a eterna vigilância e quem deseja ser livre tem que assumir seu papel na sociedade e não ser um “cidadão” inerte desprovido de movimento, que não dá sinal de vida; imóvel, inanimado.

É para que sejamos homens livres que Cristo nos libertou. Ficai, portanto, firmes e não vos submetais outra vez ao jugo da escravidão.” Gálatas 5:1.