Presidentes de partidos políticos de esquerda do Brasil vão debater sobre “governabilidade” em conjunto com membros do Partido Comunista Chinês (PCCh), único no país asiático e que sustenta uma ditadura há décadas. Participam do webnário PSDB, PSD, MDB, PT, PCdoB, PDT e PSOL.

Vários Presidentes de partidos políticos socialistas e social-democratas do Brasil vão discurtir “governabilidade” com membros do Partido Comunista Chinês (PCCh). Discussões devem acontecer ao longo de dois dias e serão feitas de maneira online. O objetivo do webnário é “pensar o papel dos partidos políticos na modernização da governança e gestão pública”, conforme mencionado no site oficial do evento.

De acordo com Renova Mídia, o webnário tem como título “A importância dos partidos políticos para a governabilidade”. A organização é do Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa (IREE) e do Centro de Segurança e Estratégia Internacional da Universidade Tsinghua da China.

Contudo, desde 1949 a China vive em estado ditatorial, governado pelo Partido Comunista, único permitido e em atividade no país. Existem sete partidos políticos brasileiros participantes, todos socialistas.

Partidos participantes

  • deputado federal e presidente do MDB, Baleia Rossi;
  • presidente do PDT, Carlos Lupi;
  • vice-governadora de Pernambuco e presidente do PCdoB, Luciana Santos;
  • deputada federal e presidente do PT, Gleisi Hoffmann;
  • presidente do PSOL, Juliano Medeiros;
  • deputado federal e presidente do PSDB, Bruno Araújo;
  • presidente do PSD, Gilberto Kassab.

Os membros do Partido Comunista chinês, são:

  • historiador e ex-vice-Director do Centro de Investigação de História do PCCh, Zhang Baijia;
  • teorista do Marxismo na China e ex-vice diretor do Centro de Pesquisa Histórica do PCCh, Li Junru;
  • secretário-geral do Fórum China do Centro Internacional de Segurança e Estratégia da China, Zhang Lirong;
  • embaixador da República Popular da China no Brasil, Yang Wanming;
  • ex-ministro do Departamento Internacional do PCCh, Yu Hongjun;
  • vice-diretor do Instituto de estudos latino-americanos do Instituto de Relações Internacionais Contemporâneas da China, Sun Yanfeng.

Filie-se agora ao Movimento Conservador! Acesse: