Partidos, entidades e políticos protocolam pedido contra impeachment de Bolsonaro. Entre os signatários do pedido estão os deputados Alexandre Frota (PSDB-SP), Kim Kataguiri (DEM-SP) e Joyce Hasselman (PSL-SP).

Opositores a Jair Bolsonaro protocolaram ontem (30) um novo pedido de impeachment contra o Presidente. Assinam o documento quarenta e seis membros do Governo. Com isso, chega-se ao total de 124 pedidos de impeachment já apresentados à Câmara dos Deputados desde 2019. 

De acordo com Renova Mídia, o documento foi batizado de “Super Pedido”. Ademais, o texto foi elaborado por um grupo de juristas e atribui a Jair Bolsonaro vinte e três crimes de responsabilidade, que foram divididos em sete categorias.

São eles: crimes contra a existência da União, o livre exercício dos poderes legislativo e judiciário e dos poderes constitucionais dos Estados, exercício dos direitos políticos, individuais e sociais, contra a segurança interna, a probidade na administração, a guarda e legal emprego dos dinheiros públicos e contra o cumprimento de decisões judiciárias.

Ainda de acordo com a publicação, dentre os signatários do pedido estão os deputados Alexandre Frota (PSDB-SP) e Joyce Hasselman (PSL-SP). Ambos são considerados ex-aliados do presidente da República.

Ademais, Kim Kataguiri (DEM-SP) também aparece em fotos e vídeos que circulam na internet. Outros parlamentares de esquerda aparecem juntamente com o liberal, como Jandira Feghali (PCdoB-RJ) e José Guimarães (PT-PE).

Para que um processo de impeachment seja aberto e passe a tramitar na Câmara, o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), tido pelo governo como aliado, precisa aceitá-lo.

Filie-se ao Movimento Conservador! Acesse: