Vacinas para Covid-19 têm reações adversas registradas em todo o Brasil. Há cerca de 3.007 eventos adversos suspeitos de causalidade por vacinação contra a Covid-19, em todo o país, diz painel da Anvisa.

painel da Vigimed, serviço que notifica reações adversas a medicamentos da Anvisa, registrou até 16 de Maio 207 notificações de óbitos associados a todas as vacinas para Covid-19, aprovadas em caráter experimental. O total corresponde às vacinas contra a doença que estão cadastradas no sistema da Anvisa. Além das notificações de óbitos, há ainda 3.007 eventos adversos suspeitos de causalidade por vacinação para Covid, em todo o país, segundo o painel.

De acordo com Estudos Nacionais, do total das notificações, 36% são consideradas graves e 34% não graves, além de 50% que não tiveram a gravidade informada. As mortes representam 6,88% das notificações feitas sobre toda as vacinas disponíveis no sistema.

Ainda de acordo com a publicação, a maior parte das pessoas que reportam os casos são médicos, enfermeiros, farmacêuticos e outros profissionais da saúde. Os dados foram coletados ao longo de 2021, sendo Maio e Fevereiro os meses com maior incidência de reações (662 e 906, respectivamente).

Veja alguns dados, conforme publicados por Estudos Nacionais, com base no painel da Anvisa.
  • Faixa etária:18 e 44 anos (51,11% das notificações), 45 a 74 anos (29%) e maiores de 75 anos (11,54%). São Paulo é a cidade que mais reportou casos, com 617.
  • Problemas recorrentes associados: 20 casos de Acidente Vascular Cerebral Isquêmico, 6 casos de embolia pulmonar, mais de 1.600 casos de distúrbios do sistema nervoso e dois casos de aborto. Entre os dados apresentados de notificações por gravidade, encontram-se 139 casos de incapacidade persistente ou significativa e 370 casos de hospitalização e internação prolongada.
  • Do total das notificações: 36% são consideradas graves e 34% não graves, além de 50% que não tiveram a gravidade informada. As mortes representam 6,88% das notificações feitas sobre toda as vacinas disponíveis no sistema.

Ainda de acordo com Estudos Nacionais, a plataforma Vigimed tem cinco imunizantes contra covid-19 cadastrados. Destes, dois são Astrazeneca, a mesma quantidade para a Coronavac e uma que consta apenas como Covid-19 Vaccine.

Não há informação sobre se há duplicidade de notificações e o número informado foi a soma de todas as notificações dos produtos cadastrados que correspondessem a vacinas e covid-19. O período de notificações corresponde ao dia 01/01/2021 a 16/05/2021, informa a publicação.

Filie-se agora ao Movimento Conservador! Acesse: