Após aprovação na Câmara de vereadores da cidade de Boa Vista (RR), prefeitura terá de distribuir gratuitamente medicamentos para tratamento precoce em pacientes com sintomas de Covid-19.

A Câmara de Vereadores da cidade de Boa Vista, capital de Roraima, aprovou na última terça-feira (18) uma lei que obriga a prefeitura do município a realizar a distribuição gratuita de remédios contra covid-19. Com isso, tratamento precoce contra a doença se torna acessível à população.

De acordo com Crítica Nacional, para ter acesso aos medicamentos, o paciente deverá passar por orientação médica e terá de assinar um termo de ciência e consentimento, caso se prescreva o uso da hidroxicloroquina. Ademais, sintomas da doença deverão ser identificados.

Ainda de acordo a publicação, após a prescrição o paciente poderá ter acesso aos remédios que foram liberados pelo Ministério da Saúde, tais como: hidroxicloroquina, ivermectina, azitromicina, bromexina, nitazoxanida, zinco, vitamina C, vitamina D, dipirona, prednisona, colchicina, anticoagulantes.

Prefeitura de Porto Alegre também terá de realizar distribuição

Foi aprovada no último dia 10 de Maio pela Câmara Municipal de Porto Alegre (RS) uma lei que determina a disponibilização de remédios contra covid-19 na rede pública do município. O Projeto de Lei 090/21 determina que a Secretaria Municipal de Saúde entregue de medicamentos para o tratamento dos pacientes com sintomas da doença. Contudo, a distribuição ocorrerá mediante prescrição médica e concordância por escrito por parte do paciente.

Ademais, propositores enfatizaram acerca da liberdade e eficácia de tratamento pode contribuir no combate à Covid-19. Ademais, eles defenderam que as populações mais vulneráveis devem ter acesso gratuito a esses medicamentos. No entanto, O texto do lei aprovada determina que o uso dos remédios fica condicionado à avaliação médica, a partir do momento da identificação de sintomas.

Filie-se agora ao Movimento Conservador! Acesse: