O atual presidente da França, Emmanuel Macron, venceu, no último domingo (24), as eleições presidenciais do país, derrotando a adversária de direita, Marine Le Pen, e garantindo mais um mandato até o ano de 2027.

Embora tenha sido derrotada, Le Pen cresceu aproximadamente 30% em relação às eleições de 2017, quando obteve apenas 33% dos votos válidos, contra 66% de Macron, o que indica que a candidata de direita pode vencer as eleições de 2027 se continuar com o discurso atual, que tem aumentado sua base de votos.

Após 15 minutos em que foram divulgadas as projeções que deram vitória a Macron, Le Pen se posicionou, admitindo a derrota e afirmando que o resultado ainda é uma vitória para o seu movimento político.

As eleições de 2022 são consideradas um fato histórico na França: o país não reelegia um presidente desde 2002, em que o conservador Jacques Chirac venceu novamente o pleito.

A abstenção também ganhou destaque: foi a maior já registrada desde 1969, com aproximadamente 28% dos franceses deixando de ir às urnas.